Seja bem-vindo
Paracatu,23/05/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Guaíba recebeu quase metade do volume de água de Itaipu em uma semana de chuvas, aponta instituto da UFRGS

Lago atinge nível histórico, transborda e causa enchentes em Porto Alegre. Segundo especialista de instituto da UFRGS, Guaíba recebeu, em 7 dias, o total de água esperado de seus afluentes para 4 meses.

G1 - Por Arthur Stabile, Paula Paiva Paulo, Gabriel Croquer, Poliana Casemiro, São Paulo
Guaíba recebeu quase metade do volume de água de Itaipu em uma semana de chuvas, aponta instituto da UFRGS Volume do rio Guaíba em Porto Alegre aumentou consideravelmente nos últimos 7 dias | Gilvan Rocha/ Agência Brasil

As recentes chuvas no Rio Grande do Sul levaram 14,2 trilhões de litros de água entre 1º e 7 de maio para o lago Guaíba, segundo o Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Foi o transbordamento do Guaíba que inundou ruas, causou mortes e deixou Porto Alegre em estado de calamidade.


O volume de água equivale a quase metade do reservatório da usina de Itaipu, segunda maior hidrelétrica geradora de energia do mundo, que tem 29 trilhões de litros de água e praticamente o triplo do tamanho do Guaíba (1.350 km² ante 496 km²).


" A comparação com Itaipu dá ideia da dimensão do evento. Mesmo excepcional, (essas chuvas de abril/maio) alteram o entendimento do comportamento da bacia do Guaíba em anos de El Niño forte", afirma Fernando Meirelles, pesquisador do IPH, citando o evento climático que agravou as chuvas na região Sul.


Em tempos normais, os 14,2 trilhões de litros levariam 18 semanas para passar pelo Guaíba. A velocidade com que a água corre pelo lago – a chamada vazão – disparou. O que era 1,3 milhão de litros por segundo chegou perto dos 30 milhões de litros por segundo.


Este dilúvio em curto período fez o Guaíba, que tem em média 2 metros de profundidade, saltar para o nível de 5,2 metros – superando o recorde histórico registrado na cheia que alagou Porto Alegre em 1941 e alagando boa parte da capital gaúcha.


A tragédia matou 113 pessoas e deixou 147 desaparecidos no estado, até a manhã desta sexta-feira (10).

O volume que chegou ao Guaíba também representa:


41,6% do volume do reservatório de Sobradinho (BA);

2.290 lagoas Rodrigo de Freitas (RJ).

E de onde veio essa água toda?

O lago Guaíba é o destino dos rios Gravataí, dos Sinos, Jacuí, Taquari, Caí e Vacacaí (esses dois últimos desaguam no Taquari). A chuva que caiu sobre esses rios viaja pelas bacias e desagua no lago porto-alegrense, que depois leva o volume até a Lagoa dos Patos, que encaminha o volume excedente para o oceano.


O Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe) aferiu a queda de 12,7 trilhões de litros d'água oriundos das chuvas sobre os rios citados entre 28 de abril e 6 de maio. O cálculo foi feito com base em um sistema que une monitoramentos de pluviômetros, radares e satélites meteorológicos do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).




Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.